O reflexo

“O grito é o reflexo máximo, que une as duas entidades mais contraditórias da condiçào humana – A dor e o orgasmo. ”

(Vinicius Consales Rodrigues)

Neste momento de pandemia que estamos vivendo, onde necessitamos ficar distantes uns dos outros, nos vemos frequentemente em frente ao espelho, olhando o nosso reflexo e tentando ao máximo nos perguntar quem somos.

Auto-reflexo

E ai eu pergunto – com redes sociais voltadas para fotografia, você sabe quem você é? Você se representa nas fotos postadas? Este é realmente seu reflexo?

Nas minhas redes sociais, dificilmente verás fotos em que eu apareço, mas com frequência aparecem fotos com reflexos. Água, espelhos e vidros. Na maioria das vezes, tento captar o momento em que,nosso olho x cérebro, demora a compreender o que realmente foi fotografado.

Igreja de Pedra (Canela/RS) – Centro de Frankfurt (Frankfurt/DE)

A “reflexão” sobre o reflexo é exatamente o que diz a frase inicial deste post: será que somos reais ou somos contraditórios ao que expomos? Você é você mesmo ou esta somente querendo representar outra pessoa?

Reflexo (Strasbourg/FR)

É. Neste momento nem sei se sou eu mesmo escrevendo ou apenas meu reflexo se sobressaindo. Volto para frente do espelho querendo me conhecer e me reconhecer.

Please follow and like us:

ARTE DE RUA

Fotografia é um hobbie que iniciou na minha adolescência e que, ao cursar a faculdade de Artes Visuais, teve uma grande importância nos meus trabalhos, assim como na criação da minha personalidade artística.

Minha maior inspiração na fotografia( que fez me apaixonar por fotos em preto e branco) foi o fotógrafo Sebastião Salgado (ainda vou escrever mais sobre ele aqui).

Em seu livro Êxodos, Sebastião Salgado documentou: “A história da migração humana em 35 países durante seis anos. Deslocada em plena marcha, em grandes campos de refugiados e em favelas lotadas, o artista da testemunho do êxodo de diferentes povos. Vemos os hutus de Ruanda escondidos em selvas remotas; os habitantes das favelas que sufocam São Paulo e os ocupantes dos primeiros barcos da África Subsaariana que tentam atravessar o Mediterrâneo para chegar à Europa. ”Êxodos”, que aborda tanto a dimensão global da crise migratória como esmagadoras histórias individuais de exílio, é antes de tudo uma chamada à ação para além da compaixão”.

Seguindo este viés, quando posso, fotografo pessoas ou artistas de rua no seu cotidiano, sempre com a melancolia do preto e branco.

Avenida Paulista – São Paulo

Na foto , durante um passeio na Av. Paulista, o artista se preparava para sua apresentação. De costas para a rua principal, concentrado em sua maquiagem, como se estivesse incorporando o personagem que em breve tomaria os palcos da avenida.

Please follow and like us:

CATEDRAL DE PEDRAS – CANELA/RS

Olá, eu sou Diego Ferrary !

Estou aqui para compartilhar momentos registrados através das minhas lentes! Espero que gostem do resultado….

Sempre gostei de fotografar artistas de rua no momento em que estão no ato de sua arte.

Neste dia lindo de inverno, um equilibrista de bola de cristal estava se apresentando em frente a Catedral de Pedras de Canela – RS.

Quando solicitei a ele, para registrar o momento e tirar uma foto com o reflexo da igreja, esse foi o resultado!!

Paróquia Nossa Senhora de Lourdes – Catedral de Pedras Canela -RS
Please follow and like us: